Foto Foto · 'É uma aflição.', de joaocarlo
Fotos
Descrição
Comentários
Favorita de...
Tema 1000imagens :
Inserida em :
28 Junho 2010
Data :
 
Local :
Porto
Pós Processamento :
--
Velocidade :
--
Visitas :
7054
Abertura :
--
Comentários :
12
ISO :
--
Uma breve descrição sobre esta foto.
Atraiu-me aquele vulto, suspeito no abandono do mundo. Não fora o vento imenso, a chuva tão persistente, não fora o grito em segredo que se ouvia e a ansiedade fustigadora que lhe espetava como uma dor tão aflita ao ver ao longe os seus camaradas de mar quase afundar. Como um gigante as memórias secavam-lhe a inquietude do olhar, assemelhavam-se à brutalidade das ondas e ele sem querer saber do perigo preferia apelar ao imenso mar que os camaradas não se abandonam. O olhar levava-me àquele vulto, sentia a máquina molhada mas o mar e a força do vulto prendiam-me. E aquelas vagas atiçavam-se contra tudo e sentia-se que a vida podia ter um fim, como se engolissem tudo. Mas vaga após vaga o olhar dele estava no ventre da tempestade, aquele olhar que procurava atingir a salvação dos seus. As duas embarcações avistavam-se ao longe misturadas nas entranhas do monstro como pedacinhos de papel se tratassem. Temia-se o amargo dos corações, sentimentos quase secos disparavam a máquina, mas fugir seria uma traição, fica uma força que me leva a estar ao lado dele. Nasce uma sensação estranha como que a força humana pudesse mover montanhas. Aquela força que embala a nossa sensibilidade para perto dos nossos, aquela sensibilidade se nos falta de nada vale passarmos a vida à procura de olhares. Aquela sensibilidade que nos vem buscar de manhã e leva-nos ao entardecer dos dias. Embrulhado nestes pensamentos as duas embarcações conseguem entrar em porto de abrigo e com elas regressa aquele homem que finalmente pode começar a sentir saudades de algo quente.


O dia tão cinzento as vagas tão imprecisas aconselharam-me a colocar um iso de 500; f/2,8. O ruído desaparece depois de imprimido. Mas sem este valor seria menos preciso de ter aquele detalhe da enorme boca. Por vezes sinto teorias quase até aos ossos. O fotógrafo deverá ser sempre um contador de histórias.

Pouco mais de dois anos por aqui entre nós mais de 1000imagens vi e só quero ter a viagem que não vou.

Dedico esta foto aos homens do mar. Só eles conhecem que existem dois mundos.

Abraços.

Não foi especificado equipamento nesta foto!
PermaLink :
http://www.1000imagens.com/foto.asp?id=05049091667451
Partilhar
Facebook
Twitter
Pinterest
StumbleUpon
Digg
Delicious
Orkut

Partilhe esta imagem com o seu dispositivo móvel.
Topo da Página
Termos de Serviço | Política de Privacidade | Política de Cookies | F.A.Q. | Planos
© 2002 - 2019 1000imagens.com - Todos os Direitos Reservados