Autores Jorge Sarmento · Comentários Efectuados
não consegui tira-los e abrir os olhos completamente. Impossível e corremos riscos sérios de ficar lesionados ;)
Jorge Sarmento comentou a foto “proportions” de Jorge Sarmento , em 6.10.2011
o local em causa é totalmente branco... as máquinas (em equilíbrio de brancos auto) ficam confusas com os 18% de cinza que, neste caso, não existem. É uma foto bastante complicada de fazer, utilizei a velha técnica da mão para calcular o equilíbrio de brancos. Sobre exposição neste caso particular ou a provocava ou fazia uma boa configuração de brancos...
Jorge Sarmento comentou a foto “proportions” de Jorge Sarmento , em 6.10.2011
Documento / fotografia: (considerações sobre esta fotografia)
Ética e estética
Ética na fotografia é um assunto que desperta muitas discussões.
Uma dessas discussões é a forma crua e dura que o fotógrafo tem ao dispor para mostrar uma determinada realidade.
Neste caso, esta fotografia foi tirada em Lima. Uma cidade com 10 milhões de habitantes que fervilha de miséria e pessoas com modos de vida que no “Ocidente” nos ultrapassam. O senhor, motivo desta fotografia, vive de farrapos, da forma como os corta e os “cola”. Na nossa perspectiva é um “ mendigo”. Em Lima trabalha, tal como outros recolhem papel, plástico, etc. Pedi-lhe para tirar a foto, ao que ele respondeu: “propina”…
O problema está não só na autorização mas, também, na forma como vemos o “outro”. Não considerei este senhor um mendigo (ao fim de um mês a andar pela América Latina o meu conceito de mendigo mudou) . O propósito desta imagem foi, acima de tudo, retratar uma forma de vida, um modo de estar de alguém que vive a 10 000 km de nós.
Independentemente de várias considerações sociais e culturais que rodeiam este assunto, em muitas situações a fotografia escapa a essa demonstração de realidade e vira arte… há mendigos que pela sua complexidade estética são transformados em arte.
A fotografia origina espaços de contacto cultural, tornando-nos híbridos culturais. Ao vermos uma fotografia (etc) é gerado um espaço de contacto: um terceiro espaço que vai além da do observador e do observado. Ao entrarmos em contacto com algo a nossa constituição cultural conduz-nos a uma análise que é só nossa, uma realidade interna (muito inconsciente). Analisamos tudo tendo o nosso ego ponto de olhar. Quando contactamos com “coisas” novas as concepções surgem per si e levam-nos para uma interpretação única, uma novidade: criamos algo de novo. É sempre relativo e contextual qualquer conceito ético ou estético

Agora, podemos pensar na perspectiva do fotografado. O que pensará aquele senhor de eu lhe ter pago ou pedido para tirar uma fotografia - dele a viver a vida de todos os dias!

Jorge Sarmento comentou a foto “Take me” de Jorge Sarmento , em 5.10.2011
magnifica... enquadramento,luz, tons... parabéns
Jorge Sarmento comentou a foto “s/t” de Jose Luis Mendes , em 2.10.2011
não percebi? nem o enquiadramento nem o votar ... ir longe??!!
Jorge Sarmento comentou a foto “proportions” de Jorge Sarmento , em 2.10.2011
sim sim, tem razão... escapou :)
Jorge Sarmento comentou a foto “Marte” de Jorge Sarmento , em 2.10.2011
não há sobre-exposição. No salar a luz é terrível, vem de todos os lados. branco mais branco não há. tive esse cuidado. estando lá percebe-se melhor. não consegui tirar os óculos de sol uma vez... o sol a bater no sal dá uma explosão de luz que só com filtros conseguiria fazer alguma coisa. é assim que se vê quando se está lá.
Jorge Sarmento comentou a foto “proportions” de Jorge Sarmento , em 2.10.2011
fica assim :)

obrigado

Jorge Sarmento comentou a foto “proportions” de Jorge Sarmento , em 30.9.2011

Topo da Página
Termos de Serviço | Política de Privacidade | Política de Cookies | F.A.Q. | Planos
© 2002 - 2019 1000imagens.com - Todos os Direitos Reservados